sábado, junho 18, 2005

Reflexo do Mal

Esta noite assisti a um fenómeno de violência incrível, praticado por um GNR do posto de Alverca. Passei de carro, e vi um agente espancar um quase menor, enquanto outros cinco estavam detidos contra a parede para observação por outro agente. Estacionei o carro, e enquanto a minha cara metade foi tratar de uns assuntos próprios, decidi ir observar aquela cena ali a cem metros. Quando cheguei ao local, um popular conhecido meu encontrava-se já como espectador do acontecimento. Após um desenvolvimento muito própro enre os guardas e os adolescentes, o guarda que ainda há pouco agredia um dos jovens , o jovem que agora se encontrava no chão sentado com as mãos atrás das costas, nos disse: Vamos circular, não há aqui nada para ver...!!
Ao que o conhecido popular respondeu: Estou a ver o que se passa à porta de minha casa....já não se pode estar na rua?!
Enfim, a mim lembrou-me as histórias da velha senhora, aquela que morreu antes de eu nascer.
O facto é que assisti a uma situação complicada de integridade social corrompida.
Mas pasando adiante e não ficando por aqui, aproveito também expôr que a exploração de mão de obra infantil é um acontecimento real em Portugal, que até rima, mas no fundo quer dizer que também em Portugal se vive com a exploração de mão de obra infantil. Sucessivamente encontro a mesma mãe jovem de uma criança de 4 ou 5, quem sabe 6 anos, ambas naturais do Leste, que procuram auxílio financeiro na bondade da contribuição diária sucessiva do cidadão produtor rotineiro que utiliza a medida universal "Metro". Isto, é claro, logo depois de ter abandonado a carruagem em que eu seguia, um senhor de mão amputada e invisual, que não teve tanto rendimento como a mãe da filha anteriormente mencionada que ainda 'angariou' € e tanto por contribuição do português bem disposto, numa viagem curta da Alameda a Alvalade.
Estou de fim de semana, e espero que a vida me sorria sempre. Não quero mais que isso...não quero mais nada, só quero viver.
Parte da vida é a integridade social.

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Onde é que isto aconteceu pá?
Também deixa-me que te diga apesar de Alverca ser muito provalmente uma das cidades "mais pacificas" da zona de Lisboa, a tendência a meu ver é para piorar.

São Pedro

4:25 da tarde  
Blogger xipsocial said...

Isto aconteceu perto do salão de jogos 'pita' na sexta à noite.
Não concordo com a pacificidade da cidade, pelo menos não tanto...E tu se és de lá deves sair muito pouco de casa...senão não dirias isso.

4:51 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home