quarta-feira, setembro 28, 2005

A culpa é da Engenharia Genética

Depois de um dia de conferências, muitos colegas doutores encontram-se no Bar do hotel. E é aí que contam as suas últimas conquistas científicas...

O australiano começa:
- "Tivemos um fulano que foi atropelado e a única coisa intacta que tínhamos era o seu dedo mindinho. Pois, a nossa equipa conseguiu, pelo DNA, refazer a mão, um novo braço, um novo corpo! O paciente ficou tão capacitado que ao ter alta, tirou o emprego de cinco pessoas!"

- "Isso não é nada!" - Diz o americano. - "Nós tivemos o caso de um operário que caiu no reactor atómico de uma central nuclear! A única coisa que sobrou dele foi um cabelo. Pois pelo DNA dele conseguimos reconstituir completamente todo o seu corpo. Depois de ter alta, esse paciente mostrou-se tão eficiente que cinquenta pessoas perderam o emprego!"

O português pede a palavra:
- "O caso que vou contar é muito mais interessante:
Um dia em que eu estava a andar pelo hospital senti o cheiro de um peido. Imediatamente, eu o capturei num saco que levei até ao laboratório. Chamei minha equipe e começamos a trabalhar. Primeiro, a partir do peido, fizemos um ânus, em seguida reconstituímos o intestino, e depois, pouco a pouco, todo o corpo e por fim o cérebro. O projecto desta criatura foi chamado José Sócrates e está a ter um desempenho tão fantástico que milhares de pessoas vão perder o emprego!!!"

1 Comments:

Blogger O Raio said...

Esta anedota foi-me contada no tempo do Durão e quem era reconstruído era o próprio Durão.
Isto só prova o teu espírito ambientalista. Até reciclas as anedotas!

1:38 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home