quinta-feira, novembro 24, 2005

A força das Energias Renováveis

É um facto que a comunidade científica pretende caminhar no sentido das energias renováveis. Dia 21 e 22, do corrente mês, teve lugar no IST um seminário sobre as energias renováveis, o presente e o futuro. Hoje, o dia será marcado pela apresentação pública em Portugal do projecto ITER – International Thermonuclear Experimental Reactor.

"...«O Iter constitui uma excelente oportunidade de trabalho para as empresas nacionais, já que mais de 80 por cento da contribuição da UE corresponde à construção dos edifícios, fabrico de componentes e prestação de serviços em áreas diversas», acrescenta o instituto...."

Muitos estudos têm sido desenvolvidos neste âmbito e a contrução de parques eólicos têm despontado, no site do instituto do ambiente é visível o número de estudos de impacte ambiental de parques eólicos que se encontram a ser avaliados ou em fase de consulta pública.
Porém, penso que há que actuar também ao nível do indivíduo, aplicando novas práticas nas empresas construtoras de empreendimentos habitacionais, provendo os edifícios de eficiência energética através de práticas já conhecidas, como seja a parede de Trombe e painéis solares, caso a sua localização permita uma boa captação, enfim, uma série de alterações que permitiriam menores consumos de energia e com retornos a médio prazo.
Constata-se assim, que as medidas adoptadas até à data têm apenas em vista cumprir a meta de 39% de produção de energia eléctrica com base em fontes renováveis.

Outro facto que penso ser interessante, refere-se à construção relativamente recente pelo Maretec de uma instalação piloto para a captação da energia das ondas na Ilha do Pico.

8 Comments:

Blogger H. Sousa said...

A climatização solar pode, de facto, proporcionar enormes poupanças. O contributo de uma política energética saudável não é de substimar. Mas os nossos políticos são pessoas corruptas e, pior que isso, ignorantes.

2:11 da tarde  
Blogger contradicoes said...

Está provado que os políticos andam a reboque dos grupos económicos. Daí ser
dificil a implementação de sistemas de energias renováveis, pois essas não favorecem os exploradores das tradicionais fontes de energia

5:12 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

os ambientalistas irritam-me!!

9:40 da tarde  
Blogger xipsocial said...

A mim irrita-me gente parva!

11:13 da manhã  
Blogger transistorizado said...

Tem de ser assim, afinal, esta tecnologia toda e não se aproveita nada para aproveitar os recursos naturais ou até mesmo o nosso lixo que deve ser a fonte mais renovável que existe. se não aproveitarmos hoje, dificilmente iremos usufruir amanhã.

8:58 da tarde  
Blogger Djuba Jhaiba said...

Não sei se a irritação será generalista no seu caso já em djubajhaiba.blogspot.com se irritou com a droga. Porém, este 'post' não se refere a ambientalismo mas sim em eficiência e exploração inteligente dos recursos, pelo que, se pensa dessa maneira, considero que não esteja a par da realidade e que não saiba de que se tratam os assuntos 'aqui' discutidos.
Cumprimentos e até breve

10:17 da tarde  
Blogger bolotavoadora said...

Força continua o bom trabalho na divulgação da mensagem.

9:52 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Looking for information and found it at this great site... »

7:33 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home